Walter Miranda
Artista Plástico

Aguçando os sentidos

2004
Os dois artistas têm em comum a utilização de recursos digitais
Unesp- Reitoria
18 de abril de 2004
http://www.fwmartes.com.br/imprensa/imagens/m16_u7_05022017-20-45-21_baixa.jpg

O Instituto de Artes da UNESP (IA), campus de São Paulo, apresenta, até o dia 15 de abril, a exposição "Atrium: Falo de amor et alia...", do artista plástico Agnus Valente. A idéia de expor as obras no Átrio do IA, segundo o artista, é proporcionar interação das pessoas que circulam pelo local com as obras expostas. "O próprio nome do espaço - Átrio - refere-se ao coração e à circulação do sangue no corpo", diz.
Uma das instalações - "Constelações do Acaso" - é composta por peças de ferro que representam as letras da palavra "acaso" e pode ser manuseada pelos observadores. "Cada pessoa imprime a sua marca na obra", analisa Valente. "O manuseio das peças faz o metal produzir um som", completa. Gravuras digitais, o uso da cor vermelha e o foco no tema amor são algumas das características das obras expostas.
A partir do dia 19 de abril, a exposição "Reale et Virtuale - quadros reais X quadros digitais", de Walter Miranda entra em cartaz no Átrio do IA. O artista plástico, que também é professor de artes e designer gráfico, utiliza recursos diversos em suas obras, como componentes de computadores e computação gráfica. Na primeira parte da exposição há uma analogia entre a Idade Média e aContemporânea, quando o artista trata das ameaças de epidemias de hoje e a Peste Negra. "Acredito que a vida é elíptica e não cíclica, como alguns dizem. Por isso há semelhanças entre as épocas, apesar de elas não serem exatamente iguais", explica Miranda. Em outro momento da exposição, o artista usa a fotomontagem para fazer críticas sociais.

http://www.fwmartes.com.br/imprensa/imagens/m16_u7_05022017-20-45-34_baixa.jpg
Elo da Vida II

No quadro "O Espantalho da Morte" o alvo é a política externa norte-americana. Quadros pintados à mão e quadros feitos com recursos computacionais são colocados lado a lado e o observador é convidado a verificar de que forma foram produzidas cada obra. "Tudo hoje está se tornando virtual, mas as pessoas não percebem", afirma o artista.
Local das exposições Instituto de Artes da UNESP - Rua Dom Luiz Lazagna, 400 - Ipiranga - São Paulo (SP). Telefone (0xx11) 274-4733, r. 6510.

Walter Miranda
Ateliê Oficina FWM de Artes
Todos os Direitos Reservados.