Walter Miranda
Artista Plástico

Fábrica de caixões

2020

 

Técnica: Óleo + objetos* sobre madeira

 

Dimensões parte superior: 29,5 cm X 84 cm X 37 cm                                

 

Dimensões parte inferior: 35 cm X 89 cm X 104                            

 

Ano: 2020

 

*Objetos usados: Moedor de carne, Leds, transistores, chips e marcadores eletrônicos, esferas de papel artesanal feito pelo artista, equipos para nutrição enteral e mini caixões de madeira.

 

 

 

Como já era previsto por alguns especialistas, uma pandemia tem assolado o mundo durante o ano de 2020. Esse trabalho composto por duas partes reflete a polêmica gerada pela opinião de alguns líderes governamentais de alguns países ao demonstrar total descaso para com a vida devido a razões econômicas. Na parte superior do trabalho está um moedor de carne pintado a óleo com semiesferas fixadas em suas paredes e que representam a invasão do Coronavírus. No topo, o planeta Terra aparece sendo moído sendo que dele saem tiras de carne que formarão vários caixões representados por chips eletrônicos. Em sua base, o moedor está rodeado por diversos mini botões eletrônicos que representam multidões sendo levadas para os caixões. Na extremidade estão pintados todos os continentes terrestres envolvidos por contadores eletrônicos que representam os leitos de UTI.

 

Na parte inferior do trabalho estão pequenos caixões de madeira rodeados por diversos equipos para nutrição enteral que representam as UTIs hospitalares espalhadas pelo mundo. Flutuando sobre os caixões estão esferas feitas com papel artesanal fabricado por mim e com incrustações de componentes eletrônicos que representam os espículos do Coronavírus.

 

Um espaço vazio ao lado dos caixões de madeira levanta a questão se seremos os próximos.

 

Detalhes
Walter Miranda
Ateliê Oficina FWM de Artes
Todos os Direitos Reservados.